Category Archives: Iniciativas e Eventos

O Clube de Leitores de O MIRANTE proporciona aos seus membros a participação em iniciativas do nosso jornal. De várias naturezas os eventos e iniciativas que decorrem percorrem desde do âmbito cultural a questões de ordem social.

Dê sangue nas instalações de O MIRANTE em Santarém

O MIRANTE e o Grupo de Dadores de Sangue de Pernes vão colaborar mais uma vez em prol de uma causa solidária e promovem no dia 23 de Junho, nas instalações do jornal na Rua 31 de Janeiro, em Santarém, uma campanha de dádiva de sangue em colaboração com o Instituto Português do Sangue e da Transplantação, que deslocará uma equipa para o local.
O MIRANTE deixa o convite a todos os que queiram colaborar nesta iniciativa solidária para passarem pelas suas instalações entre as 9h00 e as 13h00 dessa quinta-feira. Esta campanha, aberta ao público, já se repete há alguns anos, sempre no mês de Junho. Podem doar sangue todas as pessoas em boas condições de saúde, com peso igual ou superior a 50 quilos e idade compreendida entre os 18 e 65 anos.

Anúncios

Dádiva de sangue nas instalações de O MIRANTE em Santarém

O MIRANTE e o Grupo de Dadores de Sangue de Pernes associam-se mais uma vez em prol de uma causa solidária e promovem no dia 23 de Junho, nas instalações do jornal na Rua 31 de Janeiro, em Santarém, uma campanha de recolha de sangue em colaboração com o Instituto Português do Sangue e da Transplantação. O MIRANTE deixa o convite a todos os que queiram colaborar neste acto solidário para passarem pelas suas instalações entre as 9h00 e as 13h00 dessa quinta-feira, 23 de Junho. Esta iniciativa, aberta ao público, já se repete há alguns anos, sempre no mês de Junho. Podem doar sangue todas as pessoas em boas condições de saúde, com peso igual ou superior a 50 quilos e idade compreendida entre os 18 e 65 anos.

As notícias e as pessoas que marcaram 2014

Prémios Personalidade do Ano vão ser entregues em Rio Maior dia 26 às 21 horas

As principais matérias deste suplemento são as entrevistas feitas às Personalidades do Ano escolhidas pelos jornalistas da redacção de O MIRANTE. A cerimónia da entrega dos prémios está marcada para esta quinta-feira, dia 26 de Fevereiro, no cine-teatro de Rio Maior, pelas 21h00.
Os jornais têm a obrigação de noticiar tudo o que se destaca da normalidade e não apenas os factos negativos. O MIRANTE cumpre essa missão diariamente, no papel e na Internet e, por mais que digam que a desgraça vende mais que a excelência, preferimos sempre distinguir esta última.
Embora os Prémios Personalidade do Ano tenham sido criados no pressuposto de que as pessoas devem ser homenageadas em vida, este ano decidimos introduzir uma homenagem a alguém que já não esteja fisicamente entre nós mas que continue a influenciar-nos positivamente através do seu legado. Esta “Memória de Uma Personalidade Singular” surge como uma tentativa de preservar exemplos de cidadania contra a crise de valores que está sempre latente.
Neste suplemento especial de 40 páginas que acompanha esta edição fazemos ainda um resumo do muito que aconteceu em 2014 na área de intervenção de O MIRANTE.
Seleccionar um conjunto de assuntos para uma retrospectiva de um ano é um trabalho subjectivo. Cada pessoa tem a sua percepção da realidade e da importância de cada assunto. Esta selecção que apresentamos é uma das muitas possíveis. De fora ficam notícias e principalmente secções inteiras, nomeadamente as humorísticas.

O MIRANTE prepara Guia Autárquico da região

O MIRANTE está a preparar a edição de um Guia Autárquico da Região do Ribatejo 2013/2017. Este projecto pretende ser um guia completo de todos os concelhos com informação útil para todos os cidadãos. Será valorizado com entrevistas a alguns presidentes de câmara da região e incluirá legislação sobre o Poder Local.
Será uma publicação única para marcar a nossa época e o nosso tempo e ajudar a fazer História. O Guia terá apresentação pública em vários concelhos da região e será parte integrante da edição de O MIRANTE da segunda semana de Março.

Prémio Personalidade do Ano atribuido pelos jornalistas de O MIRANTE anunciado a 1 de Janeiro

O MIRANTE anuncia no primeiro dia do Ano, na edição Online, a Personalidade do Ano escolhida pela redacção e administração do jornal. Os prémios Personalidade do Ano são atribuídos por O MIRANTE desde 2005 e destinam-se a distinguir pessoas e instituições da região de abrangência do jornal. Para além da Personalidade do Ano são também atribuídos prémios nas áreas da Política, Desporto, Cultura, Cidadania, Associativismo, Vida e Tauromaquia.

Paulo Faustino na redacção de O MIRANTE para falar sobre o estado da imprensa

Iniciativa decorre no dia 26, quarta-feira, pelas 11h30, a seguir ao fecho da edição semanal

O recém-eleito presidente do Executive Board da IMMAA (International Media Management Academic Association), Paulo Faustino, é o orador convidado por O MIRANTE para uma conferência/debate sobre o estado da imprensa em Portugal. A iniciativa realiza-se dia 26, quarta-feira, a partir das 11h30, na redacção do jornal, após o fecho da edição semanal.

A IMMAA é uma associação que produz, partilha e dissemina conhecimento na área dos estudos de media, dando especial destaque a temáticas inerentes aos negócios, políticas públicas, economia e ensino da comunicação e media, promovendo a cooperação entre a indústria e academia. A IMMAA foi fundada em 2004 em Chicago (E.U.A.), na Kellog School of Management da Northwestern University, tendo-se depois associado à Columbia University como instituições fundadoras, tendo sido posteriormente integradas outras instituições.
Paulo Faustino é doutorado e pós-doutorado, e tem-se destacado a nível internacional no âmbito da investigação nas áreas da economia, gestão e políticas públicas associadas à Indústria de Media e Criativa. Durante vários anos trabalhou em posições destacadas na indústria e associativismo dos media e nos últimos seisanos tem-se dedicado à consultoria e vida académica em universidades nacionais e internacionais. É investigador do Centro de Estudos em Media e Jornalismo (que integra investigadores de várias universidades, como, por exemplo, a Universidade Nova e a Universidade do Porto), onde faz também parte do Conselho Científico e coordena um Estudo sobre Concentração e Pluralismo dos Media.

Lisboa aqui tão perto – Conversas sobre Cultura e Política no Ribatejo

O MIRANTE vai organizar ao longo do ano alguns encontros com escritores, jornalistas e figuras da política e da cultura, no âmbito das celebrações do seu 25º ano de publicação que foi comemorado em Novembro de 2012. Os encontros já agendados realizam-se no Museu do Neo-Realismo, em Vila Franca de Xira, e são abertos ao público. A Escola Alves Redol associou-se à iniciativa assim como a Câmara Municipal de VFX.

“Nos bastidores dos telejornais”

Dia 10 de Abril pelas 16h00 – Conversa sobre jornalismo com Adelino Gomes

Adelino Gomes publicou em 2012 “Nos Bastidores dos Telejornais RTP1, SIC e TVI” em edição Tinta da China. O livro resulta de uma tese de doutoramento que defendeu no ISCTE mas é muito mais que um texto académico e vai muito para além de um texto bem escrito e informado sobre a realidade do jornalismo televisivo dos últimos anos. O autor é um dos mais conceituados e respeitados jornalistas portugueses e uma referência moral e intelectual para todos aqueles, jovens e menos jovens, que exercem a profissão. Quem acompanhou os últimos debates sobre o jornalismo em Portugal, e os problemas que afectam a classe, pode constatar que Adelino Gomes, embora reformado, está na primeira linha na defesa do jornalismo de proximidade e da classe dos jornalistas.

Com mais de quatro décadas de trabalho foi jornalista de televisão, rádio e de jornal, professor universitário e formador de jornalistas no CENJOR. Tem uma carreira como repórter tão respeitada como os lugares mais institucionais que desempenhou nomeadamente o cargo de Provedor do Ouvinte da RDP. Adelino Gomes trabalhou no Rádio Clube Português, Rádio Renascença, RDP, TSF, RTP e Público. O livro agora publicado será o mote para a conversa com o jornalista que já confessou que a classe dos jornalistas precisa de viver uma nova revolução.

 

 

“A televisão e as telenovelas”

Dia 19 Abril, às 16 horas – Conversa com o critico de televisão Eduardo Cintra Torres

Eduardo Cintra Torres é crítico de televisão e de publicidade e professor auxiliar na Universidade Católica Portuguesa onde dá aulas sobre Televisão, Publicidade, Ética da Comunicação e Técnicas de Comunicação Audiovisual. É o mais mediático crítico de televisão em Portugal e, sem dúvida, o mais controverso não só pela qualidade da opinião como pela polémica que sabe imprimir a cada um dos seus textos. Tem dezena e meia de livros publicados e um deles é a sua tese de mestrado intitulada “A Tragédia Televisiva (Lisboa, ICS, 2006). A multidão e a televisão. Representações contemporâneas da efervescência colectiva, é o título da sua tese de doutoramento ainda não publicada em livro. As áreas que mais lhe interessam são os estudos televisivos numa perspectiva sociológica e de análise textual, a análise de publicidade e a sociologia da literatura. Neste último domínio já publicou meia dúzia de artigos sobre as representações da multidão na literatura no período aproximado de 1870-1930, em especial a portuguesa, mas também a francesa. Pretende continuar nesta investigação solitária por mais alguns anos, alargando-a a representações icónicas da multidão no mesmo período, nomeadamente na pintura, cinema e fotografia.

 

 

“Dois poetas de dois mundos”

Dia 2 de Maio às 16 horas – A poesia de Jaime Rocha e M. Parissy

Jaime Rocha é um poeta português mais conhecido pela sua actividade como dramaturgo e romancista. É autor de 15 peças levadas à cena em Portugal e no estrangeiro, entre as quais se destacam “Homem Branco Homem Negro”, “Seis Mulheres Sob Escuta” e “O Terceiro Andar”, obras que ganharam distintos prémios literários. A sua obra poética é, no entanto, mais conhecida, se tivermos em conta a preferência da crítica já que para a dramaturgia não há critica porque, de verdade, também não há críticos. Com mais de uma dezena de livros de poesia, Jaime Rocha é um poeta cuja linguagem obedece a referências culturais que desarmam os leitores menos informados. Em Portugal há muitos poetas com obra publicada que não conseguem ler a poesia de Jaime Rocha (pseudónimo do jornalista reformado, Rui Ferreira e Sousa), editada pela Relógio D’Água e que ganhou recentemente o prémio do Pen Clube.

M. Parissy é nome de poeta que esconde o de um outro jornalista (Mário Galego), mas este ainda no activo. A sua poesia contrasta em quase tudo com a de Jaime Rocha. É um poeta de editoras marginais e de uma obra muito distinta, que remete para a aventura da linguagem sem obedecer a escolas ou grupos. Tem publicados, entre outros, os livros “Corpo Indómito”, “Dublin e Tu”, “Morte Com Dedos Em Ferida” e “Mãos de Arquipélago”.