Daily Archives: 31 de Outubro de 2019

Nove mil reclamações nos CTT no primeiro semestre de 2019

CTT e MEO lideram nas reclamações dos consumidores portugueses

Os serviços postais dos CTT foram os que receberam mais reclamações dos consumidores portugueses no primeiro semestre de 2019. Os CTT tinham um peso de cerca de 86% no total das reclamações logo seguidos da CHRONOPOST com 7%. Problemas de distribuição postal (entrega no domicílio e atraso) foram os mais reclamados, bem como o atendimento e o tratamento de reclamações. As reclamações sobre serviços postais estiveram relacionadas sobretudo com a entrega de objectos postais no domicílio (24% das reclamações) e com o atraso na entrega de objectos postais (24%). Com menor destaque, são de referir também o atendimento (21%) e o tratamento de reclamações (19%). Diminuiu a proporção e o volume das reclamações sobre desalfandegamento de objectos postais e atendimento. Por outro lado, destaca-se o aumento da proporção das reclamações relacionadas com o extravio de objectos postais, que passou de 11% para 14%, e com o tratamento de reclamações, que passou de 17% para 19%.

MEO é a marca que recebe mais reclamações nas comunicações electrónicas
Nas comunicações electrónicas a MEO foi o prestador mais reclamado (37%), seguida da NOS (34%), da VODAFONE (25%) e da NOWO/ONI (4%).
A faturação de serviços foi o assunto mais referido nas reclamações contra os prestadores de serviços mais reclamados, tendo sido registado em 33% das reclamações contra a MEO, 28% contra a NOS, 30% contra a VODAFONE (assunto mais reclamado, a par da contratação de serviços) e 38% das reclamações contra a NOWO/ONI.
Diminuiu a proporção e o volume das reclamações relacionadas com alteração do contrato pelo prestador, falhas nos serviços e desbloqueamento de equipamentos. Os aumentos na proporção das reclamações sobre cancelamento de serviços na MEO, atendimento ao cliente na NOS, falhas nos serviços e assistência técnica na VODAFONE e velocidade no acesso à Internet na NOWO/ONI foram os que mais se destacaram. Sobressai o aumento da proporção das reclamações sobre o cancelamento de serviços na MEO, passando de 11% para 20%. Na NOS, destacou-se o aumento da proporção de reclamações relacionadas com o atendimento ao cliente, que passou de 12% para 16%. A VODAFONE registou o maior aumento na proporção de reclamações relacionadas com falhas nos serviços e assistência técnica, tendo ambas passado de 9% para 16%. A proporção de reclamações contra a NOWO/ONI sobre a velocidade do acesso à Internet passou de 5% para 11% .
A informação sobre todos estes dados consta do sítio da ANACOM – Entidade Nacional das Comunicações.

Vídeos de O MIRANTE com 5 milhões de visualizações

Os cerca de 400 vídeos editados em 2019 pelos jornalistas de O MIRANTE tiveram cerca de cinco milhões de visualizações directamente do Facebook ou dos sítios do jornal o que representa um aumento de cerca de 50% em relação ao mesmo período do ano anterior.
O vídeo mais visto continua a ser “A vida no campo é difícil mas alegre” com 600 mil visualizações, seguindo-se o vídeo da colhida de um jovem na festa da ascensão na Chamusca com 120 mil visualizações; o funeral de Diana Ferreira, com 94 mil visualizações; o cortejo principal da festa dos tabuleiros com 80 mil visualizações; a Romaria a Cavalo de Lisboa a Fátima teve 73 mil visualizações e o vídeo do funeral de Ricardo Chibanga contou com 63 mil visualizações.
As cerca de seis mil publicações de O MIRANTE na rede social Facebook, em 2019 geraram um alcance de aproximadamente 24 milhões de utilizadores e perto de 300 mil reacções entre comentários, partilhas e gostos. Os leitores de O MIRANTE no Facebook são na sua maioria do sexo feminino (54%) e 60% encontram-se na faixa etária dos 18-44 anos. A grande maioria estão em território nacional mas regista-se também uma grande afluência dos leitores dos países de língua portuguesa, seguindo-se França, Suíça e Reino Unido.

Lisboa, Porto e Alverca são as cidades onde O MIRANTE online é mais lido

Os leitores de O MIRANTE online são na sua maioria do sexo masculino (54%), e 60% encontram-se na faixa etária dos 18-34 anos. Os leitores das cidades de Lisboa, Porto, Alverca, Santarém, Entroncamento, Paris, Montijo, Tomar e Amadora são, por esta ordem, os que mais acedem aos sítios diário e semanal de O MIRANTE. A nível internacional o maior número de acessos registaram-se em França, Brasil, Estados Unidos da América, Suíça, Reino Unido, Espanha, Angola, Noruega e Alemanha. O número de utilizadores que visualizam o site através do telemóvel cresceu 70% o que é também um número considerável e demonstrativo dos novos hábitos de leitura.