Monthly Archives: Janeiro 2015

Facebook de O MIRANTE com mais de 60 mil seguidores

A página de O MIRANTE na rede social Facebook ultrapassou os 60 mil aderentes. A maioria dos seguidores é do sexo feminino, com um total de 53 por cento. Em termos etários, 44% dos aderentes tem entre 25 e 44 anos. Além dos internautas que acedem ao Facebook de O MIRANTE a partir de Portugal, temos aderentes no Brasil, Angola, França, Suíça, Reino Unido e Estados Unidos da América, entre outros países. As cinco primeiras cidades com mais aderentes são Lisboa, Santarém, Almeirim, Tomar e Abrantes.
A visualização média semanal de notícias através do Facebook está acima das 80 mil mas já houve semanas em que as visualizações ultrapassaram as 230 mil. O Facebook é uma importante plataforma para a divulgação de notícias, além de permitir uma interacção fácil e rápida com os leitores, seja através de comentários, seja no envio de informações que, em muitos casos, acabam por ser notícia nas edições em papel e online.
O Diário Online tem mais de 500 mil visualizações mensais, sendo o primeiro jornal regional no Ranking netScope da Marktest.

Anúncios

Militar de Abril, Coronel Costa Braz e equipa de futebol feminino de Ourém escolhidos por O MIRANTE para Personalidades do Ano

Equipa feminina de futebol do Clube Atlético Ouriense
Personalidade do Ano – Desporto Feminino

A equipa feminina de futebol do Clube Atlético Ouriense foi campeã nacional de futebol feminino, venceu a Taça de Portugal e participou nos dezasseis avos da Liga dos Campeões. Foi um percurso notável de um grupo de atletas jovens e uma aposta ganha pelo clube que decidiu apostar forte naquela vertente do futebol há alguns anos. Aconteça o que acontecer no futuro a equipa da passada temporada tem um lugar no historial do clube e está colocada em 102º lugar no ranking europeu de equipas femininas.

Coronel Costa Braz, Militar de Abril
Personalidade do Ano – Vida

Natural do Pombalinho, freguesia da Golegã, o Coronel Costa Braz foi um dos militares envolvidos na preparação da Revolução do 25 de Abril de 1974 e teve um papel fundamental na consolidação da democracia nos anos seguintes. Ministro da Administração Interna em dois governos provisórios e dois governos constitucionais foi do seu gabinete que saíram as primeiras leis sobre o direito de reunião e de associação e a primeira lei dos partidos políticos. Organizou o primeiro recenseamento eleitoral e foi responsável pela concretização das primeiras eleições democráticas para a Assembleia Constituinte. Foi o primeiro Provedor de Justiça e o primeiro Alto-Comissário contra a corrupção.

Presidente do Sardoal e Canto Firme de Tomar são prémio Personalidade do Ano para a redacção de O MIRANTE

Personalidade do Ano – Política Masculino
António Miguel Borges -Presidente da Câmara Municipal do Sardoal
Cumpre o primeiro mandato como presidente da Câmara Municipal do Sardoal depois de ter sido vice-presidente no mandato anterior. Costuma dizer que interioridade não é sinal de inferioridade e todo o seu esforço pessoal e político está concentrado no combate à desertificação. Tem sido incansável no apoio às pessoas, tanto a nível social como ao nível da educação e da cultura. Não aceita que quem vive no litoral tenha mais direitos ou mais regalias do que quem vive no interior e diz que só através da criação de empregos é possível fixar pessoas. Natural de Abrantes a sua ligação ao Sardoal começou há quase trinta anos quando colaborou com o GETAS – Centro Cultural do Sardoal. Preside ao Conselho Local de Acção Social e à Comissão de Protecção de Crianças e Jovens. Foi director musical da Filarmónica União Sardoalense e presidente do conselho geral do agrupamento de escolas.

Personalidade do Ano – Cultura Masculino
Canto Firme de Tomar – Associação de Cultura
“Nada se pode sobrepor à cultura e qualquer caminho tem que ir dar sempre à arte”. A frase é do actual presidente da direcção da Canto Firme, de Tomar, Simão Francisco, mas podia ter sido dita por qualquer um dos fundadores ou dos muitos dirigentes que foram escolhidos para dirigir a colectividade ao longo dos seus 35 anos de existência que se completam em Fevereiro. O que a Canto Firme sabe fazer melhor é espalhar cultura, agitar consciências, semear conhecimento e desassossegar as pessoas. Os dois lemas da Canto Firme, frequentemente lembrados, são: “Para que Tomar possa cantar” e “É bom estar entre amigos”. A Canto Firme ministra há alguns anos Cursos Profissionais de Música, para além dos cursos do Conservatório de Artes. Tem um Coro Misto, uma Orquestra de Cordas e uma Oficina de Teatro. Organiza anualmente várias iniciativas culturais como a Festa da Música, o Ciclo de Concertos Maio/Música ou as Noites Conventuais, no Convento de Cristo.

AREPA e Escola de Toureiro José Falcão são prémio Personalidade do Ano para a redacção de O MIRANTE

Há nove anos que O MIRANTE distingue o trabalho e o mérito de personalidades e instituições da região que contribuem para o seu desenvolvimento, crescimento e visibilidade pública. Os prémios Personalidade do Ano já distinguiram mais de 70 personalidades. Este ano a cerimónia de entrega dos prémios vai decorrer em Rio Maior, no dia 26 de Fevereiro, às 21h00, com o convidado especial Custódio Castelo Trio.

Personalidade do Ano – Tauromaquia
Escola de Toureio José Falcão – Vila Franca de Xira
Inaugurada em Agosto de 1984, na altura em que se completavam dez anos sobre a morte do matador de toiros vila franquense José Falcão, a escola funciona no Cabo da Lezíria em instalações que pertencem à Companhia das Lezírias e é tutelada e apoiada pela Câmara Municipal de Vila Franca de Xira. Integra a Federação Internacional de Escolas Taurinas e graças a essa ligação e à qualidade do ensino tem conseguido a actuação de vários alunos em importantes praças de toiros de Espanha e França. Pela escola têm passado quase todos os grandes mestres da arte do toureio. O objectivo da escola não é apenas formar profissionais mas educar os jovens nos valores da coragem, solidariedade e respeito pelos outros e contribuir para a formação de aficionados com conhecimento de causa. Após 30 anos de actividade a Escola de Toureio José Falcão já se tornou num dos principais pilares da actividade tauromáquica em Portugal contribuindo para a preservação de uma tradição que tem raízes profundas na cultura da região.

Personalidade do Ano – Associativismo
Associação Recreativa do Porto Alto – AREPA
A AREPA – Associação Recreativa do Porto Alto, no concelho de Benavente, freguesia de Samora Correia, nasceu oficialmente no dia 17 de Setembro de 1993 e é hoje uma das mais emblemáticas colectividades da região. Com uma enorme ligação à comunidade e um grupo de dirigentes e activistas unidos e empenhados, tem contribuído para a promoção da cultura e do desporto através de uma dúzia de diferentes secções. Tem novecentos associados e mais de 500 atletas e dançarinos repartidos por 12 secções, nomeadamente futebol, BTT, cicloturismo, andebol feminino, futsal, danças de salão, natação, karting, música, kickboxing, taekwondo e rancho folclórico. Além da sua sede, que funciona como um verdadeiro ponto de convívio da terra e centro cultural e recreativo, a AREPA dispõe ainda do Campo de Futebol Acílio Rocha, das Piscinas Municipais de Samora Correia e do Pavilhão Desportivo do Porto Alto para a prática das diversas modalidades. A colectividade também tem tido papel relevante na promoção do ensino e na actividade social. O presidente da direcção é António José Lameiras.

Três histórias de O MIRANTE com mais de 54 mil visualizações

Três notícias publicadas em
O MIRANTE Diário Online entre 30 de Dezembro e 6 de Janeiro tiveram mais de 54 mil visualizações. As notícias que motivaram um grande interesse dos leitores foram as da morte do empresário de Amiais de Cima, Joaquim Louro; a da morte por doença da enfermeira Cátia Lopes da Silva, de Tomar, e a do acidente de moto em Almeirim que vitimou dois amigos e que de todas foi a mais lida com mais de 25 mil visualizações.

Um romance que é uma história de amor para os novos assinantes de O MIRANTE

Rosmaninho é uma nova chancela de
O MIRANTE que se estreou no final do ano com a publicação de um romance do escritor brasileiro Walmir Ayala (1933-1991). A edição comemorativa dos 50 anos da publicação do romance deve-se ao mérito do livro mas também ao prestígio do seu autor que deixou uma obra invulgar no domínio da poesia, romance e literatura infantil, entre outras.
A Rosmaninho vai ser uma chancela para publicar autores consagrados mas também de autores de proximidade que tenham Obras inéditas na gaveta.
Esta edição foi feita a pensar nos assinantes de O MIRANTE. Com a renovação da assinatura e subscrição de novos assinantes o livro é uma oferta que cobre o valor da assinatura.

À Beira do Corpo
Este romance de Walmir Ayala, publicado no Brasil em 1964, conquistou de imediato a crítica e o público de seu país, onde foi sucessivamente reeditado nas décadas seguintes. Baseado numa história real, ocorrida na própria família do escritor, o seu enredo tem algo de fantástico: o seu narrador é o verme que caminha nas carnes da bela mulher morta por adultério. Como afirmou Lêdo Ivo, é uma história de sedução, “um romance de mistério: o mistério da carne e da atracção irremediável”. Foi isso que levou Lêdo Ivo a considerá-lo “um dos romances mais belos e lancinantes da literatura brasileira”.
Octavio de Faria considerou-o um “autêntico e belo romance”, e Assis Brasil, em crítica publicada no Jornal do Brasil ainda nos anos 1960, afirmou que se trata de um romance “terrivelmente bem escrito” que colocou Walmir Ayala ao “lado dos nossos melhores romancistas”.
Também vários cineastas se apaixonaram por esta história de um amor desesperado. Entre aqueles que pretendiam transformar o seu enredo em filme conta-se o famoso Glauber Rocha, um dos maiores entusiastas deste romance. O cineasta Gilberto Macedo chegou a iniciar as filmagens no final dos anos 1960. Paulo Afonso Grisolli e Alberto Pieralisi pretenderam também filmá-lo nos anos 1970. Pieralisi finalizou o argumento mas as dificuldades enfrentadas pelo cinema brasileiro na época impediram que vários desses projectos fossem concluídos. Luiz Carlos Lacerda, por sua vez, filmou no Museu Nacional de Belas Artes, no Rio de Janeiro, uma magistral cena do romance protagonizada pela actriz Bianca Byington, cena que integrou o documentário sobre a vida e a obra de Walmir Ayala, “Tanto que a gente gostava dele”, lançado em 1992.
“À beira do corpo” é agora relançado pela Editora Rosmaninho, que compartilha com os leitores portugueses esta edição comemorativa dos 50 anos deste romance fascinante que conquistou ao longo das últimas cinco décadas várias gerações de leitores.