Monthly Archives: Agosto 2013

O MIRANTE mantém posição de destaque no universo dos jornais nacionais

A posição de O MIRANTE no quadro da imprensa portuguesa continua a surpreender em termos de audiência média, afinidade e fidelidade. Os dados da primeira vaga (Janeiro/Março) do Bareme Imprensa da Marktest confirmam que, apesar de se tratar de um jornal regional, continua a estar à frente de muitas publicações de referência nacional, na sua área de intervenção.

Esta situação poderá vir a melhorar com a inclusão dos dados sobre os formatos digitais que o Bareme Imprensa passou a integrar através de uma vaga complementar (cross-media), tendo em conta que os sites diário e semanal de O MIRANTE têm vindo a registar um acentuado crescimento ao longo dos últimos anos. Os números de que dispomos, que apontam para uma média mensal de trezentas mil visualizações, a par da constatação de que as nossas notícias e reportagens continuam a ter um seguimento atento e a inspirar muitas secções locais e regionais da imprensa de Lisboa e os programas televisivos com temas de sociedade, dão-nos essa garantia.

Resultados credíveis são os obtidos por empresas credenciadas como a Marktest mas há indicadores que não podem ser ignorados. Basta, por exemplo, alguém definir uma série de alertas Google relativos a cidades e vilas dos vinte e um concelhos do Distrito de Santarém e dos concelhos de Azambuja e Vila Franca de Xira no norte do Distrito de Lisboa, para perceber que a informação produzida nessa vasta área geográfica é da autoria dos jornalistas de O MIRANTE.

A nível regional O MIRANTE continua a ser o maior jornal português. A nível daquilo que é normalmente considerado o universo, a imprensa nacional, a posição do jornal é de assinalar, embora a comparação com os restantes jornais e revistas não se consiga estabelecer eficazmente uma vez que nenhuma das áreas geográficas objecto de estudo pela Marktest, coincide com a nossa área geográfica.

Os concelhos onde O MIRANTE trabalha estão divididos por três das seis regiões Marktest o que impede que possamos utilizar, como termo de comparação, os dados de uma só região ou o todo nacional.

Na Região Interior Norte estão os concelhos de Ferreira do Zêzere, Mação e Sardoal. Na Região do Sul, Almeirim, Alpiarça, Benavente, Chamusca, Coruche e Salvaterra de Magos e na Região Litoral Centro, os restantes concelhos do Distrito de Santarém (Abrantes, Alcanena, Cartaxo, Constância, Entroncamento, Golegã, Ourém, Rio Maior, Santarém, Tomar, Torres Novas e Vila Nova da Barquinha) e ainda, os concelhos de Azambuja e Vila Franca de Xira, pertencentes ao Distrito de Lisboa. As restantes regiões Marktest são a Região da Grande Lisboa, a Região do Grande Porto e a Região do Litoral Norte.

Na Região Litoral Centro, onde se situam doze dos vinte e três concelhos que constituem a área de intervenção de O MIRANTE, o jornal aparece, em termos de audiência média (número ou percentagem de indivíduos que contactaram com a última edição de um dado suporte (véspera para diários, última semana para semanários, etc.), a par de publicações como o Expresso, a Visão ou a Maria e acima do Sol, Caras, Diário de Notícias ou Público.

A situação é mais vincada em termos de fidelidade (Indicador do grau de assiduidade, um indicador obtido pela relação entre a Cobertura Máxima e a Audiência Média, que representa a percentagem média de edições lidas por cada leitor). Aqui O MIRANTE surge acima de todas as publicações nacionais mais conhecidas, o mesmo acontecendo em termos de afinidade.

Anúncios